Candidíase vaginal: o que é e como tratar?

Início/Saúde Íntima/Candidíase vaginal: o que é e como tratar?

Candidíase vaginal: o que é e como tratar?

75% das mulheres são afetadas com candidíase vaginal, segundo o presidente da Associação de Obstetrícia e Ginecologia do Estado de São Paulo (Sogesp). Dentre elas, metade terá a doença mais de uma vez. Essa infecção, que é comum no verão, incomoda bastante, mas pode ser evitada.

Aprenda um pouco mais sobre candidíase vaginal e saiba como se prevenir.

O que é candidíase vaginal?

Candidíase vaginal é uma doença infecciosa causada pelo fungo do gênero Candida, que já vive em alguns organismos. Grande parte das mulheres o possuem no corpo, e ele se manifesta quando há ambientes propícios, como na vagina, que é quente e úmida.

Por este motivo, mulheres de qualquer idade podem apresentar a doença. Ela é mais comum naquelas que estão ovulando e em grávidas, que possuem certo nível de estrógeno no corpo. Por outro lado, mulheres na menopausa que não realizam reposição hormonal e crianças que ainda não menstruaram têm menor chance de manifestar a doença.

Mulheres portadoras de Diabetes são também potenciais vítimas recorrentes da Candida devido o pH vaginal ser rebaixado pelo alto nível da glicose sanguínea.

Dentre seus sintomas, estão coceira, inchaço, ardor, corrimento, dor durante a relação sexual e fissuras na parede vaginal.

Quais fatores facilitam seu surgimento?

Além do calor e da umidade, que facilitam a propagação do fungo, deficiências no sistema imunológico tornam o organismo mais propenso a contrair a candidíase vaginal. Isso porque o corpo não consegue combater os microorganismos naturalmente.

Outro fator que facilita o surgimento da infecção é a higiene deficiente, pois torna o ambiente mais propício para a manifestação do fungo.

Quais os cuidados devem ser tomados para evitar a doença?

Considerando os fatores que facilitam o surgimento da candidíase vaginal, você deve se atentar para a higiene íntima e para a melhora do sistema imunológico. Dentre as principais medidas de prevenção, podemos citar:

  • Higiene diária da região genital, especialmente em dias mais quentes, evitando o uso de duchas vaginais;
  • Uso de roupa íntima de algodão, que permite a respiração da pele e a diminuição da umidade;
  • Uso de preservativo nas relações sexuais.
  • Boa alimentação e bom sono, que ajudam a manter o sistema imunológico com bom funcionamento;
  • Evite o consumo exagerado de açúcar na alimentação e controle seus níveis de glicemia.

Vale o lembrete: tome muito cuidado com os exageros na higiene íntima. É preciso manter as características próprias da pele da vulva.

Destaca-se ainda que a candidíase vaginal não é uma doença sexualmente transmissível. Apesar disso, transar durante o período agudo da doença aumenta o risco de infecções virais, como HPV, HIV, herpes, hepatite e outras.

Qual o tratamento mais adequado?

Se você sentiu algum dos sintomas da candidíase vaginal, encaminhe-se para o médico, que indicará o melhor tratamento para o caso de acordo com a causa. Normalmente, o tratamento se dá por meio antifúngicos ingeridos por via oral ou por pomadas aplicadas na região íntima.

Alguns desses antimicóticos tem como princípio ativo o clotrimazol (o mais utilizado no mundo é o Fluconazol). O médico, se julgar necessário, poderá complementar o tratamento indicando outro profissional para fazer uma dieta especial, que contribuirá para recuperar a saúde e reconstruir o sistema imunológico, se for o caso.

A candidíase vaginal traz muito desconforto para a mulher. Alguns cuidados podem diminuir as chances dela se manifestar. Por isso, cuide bem da sua saúde e do seu sistema imunológica para evitar a doença. Aproveite para saber mais sobre a sua saúde íntima. Leia outros artigos do nosso blog e entenda tudo sobre seu corpo!

Dra. Valéria do Lago Pareja Guerra

Dra. Valéria do Lago Pareja Guerra

A ginecologista Valéria do Lago Pareja Guerra atua na Clínica Valéria Guerra, que fica em Dourados, MS. Seu contato é (67) 3422-3703. Também é possível entrar em contato pelo celular ou Whatsapp no número (67) 99972 1216.
Ela oferece o tratamento íntimo com LASER ATHENA.

Sua formação inclui:

- Medicina pela Faculdade Evangélica de Medicina do Paraná
- Residência Médica em Ginecologia e Obstetrícia pelo Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná
- Titulo de especialização em Ginecologia e Obstetrícia - Mato Grosso do Sul
- Formação em Videolaparoscopia Ginecológica
- Pós-graduação em Medicina Estética pela Fundação de Apoio a Pesquisa e Ensino em parceria com a Faculdade de Ciências de São Paulo FAPES/ FACIS
- Docente do Curso Médico de Cosmetoginecologia Gynelaser - Brasília DF
Dra. Valéria do Lago Pareja Guerra
By | 2018-05-14T16:09:58+00:00 09/05/2018|Categorias: Saúde Íntima|Tags: , , |Comentários desativados em Candidíase vaginal: o que é e como tratar?