Pré-menopausa: quais os sintomas

Início/Saúde Íntima/Pré-menopausa: quais os sintomas

Pré-menopausa: quais os sintomas

Na pré-adolescência, temos a primeira menstruação (menarca). Na juventude, uma explosão de hormônios. Na maturidade, já começam os sinais da pré-menopausa. A vida de uma mulher é permeada pelos ciclos reprodutivos e menstruais. Cada uma com sua característica. No post de hoje, abordamos os sintomas da pré-menopausa. Conheça!

Pré-menopausa

Pré-menopausa é o período de transição entre o período reprodutivo e o não-reprodutivo. Ele dura de 3 a 10 anos antes da menopausa, se iniciando por volta dos 45 anos ou um pouco antes. A idade pode variar devido a alguns fatores, como herança genética, tabagismo (pode antecipar a pré-menopausa em 2 anos) , reprodução (mulheres que não engravidam entram na fase mais cedo) ou doenças crônicas.

Durante esse período, o corpo feminino começa a se preparar para o fim da fertilidade, ou seja, ela para de produzir óvulos.

Isso significa também uma mudança relevante na produção de hormônios, trazendo uma série de sintomas desconfortáveis, o que demanda um acompanhamento de perto pelo ginecologista.

Sintomas da pré-menopausa

Os sintomas da pré-menopausa são conhecidos das mulheres, porque são basicamente os mesmos da menopausa, mas um pouco mais brandos. Veja quais são:

  • “Calorões”: ondas de calor que atingem mais de 80% das mulheres, normalmente acompanhados de suores noturnos;
  • Distúrbios de sono e insônia: ocorre principalmente devido ao calorão, mas ocorre mesmo que a mulher não tenha os calores súbitos;
  • Ciclo menstrual irregular: a menstruação pode vir em espaços mais curtos ou extensos, com menor quantidade e intensidade, até que ela não ocorra mais;
  • Instabilidade emocional: devido às alterações nos níveis de estrogênio, pode ocorrer variação brusca de humor na pré-menopausa, com raiva, euforia, tristeza e outros sentimentos;
  • Secura vaginal: a lubrificação vaginal depende do estrogênio. Com a queda hormonal, os tecidos da vagina apresentam secura, sendo possível que a mulher desenvolva atrofia vaginal, coceira e dispareunia;
  • Queda da libido: ocorre devido à queda de estrogênio, somado ao desconforto durante o sexo, a ansiedade e a mudança de humor;
  • Alterações no corpo, como ganho de peso, queda de cabelo, pele seca, fraqueza nas unhas, aumento dos pelos no rosto, dores nos seios;
  • Outros sintomas, como infecção urinária, depressão, ansiedade, alterações na memória, dificuldades de concentração, problemas e dores nas articulações, cansaço; enxaqueca.

Minha paciente uma vez disse: “Dra, sinto tudo isso, só falta me nascer rabinho”. 😅🐩

Vivendo bem neste período

Para ter qualidade de vida durante a pré-menopausa, a mulher deve procurar seu ginecologista para que ela a oriente.

É preciso ter cuidado com a alimentação, dando preferência a alimentos e chás que amenizam as alterações hormonais. O acompanhamento de um nutricionista pode ser interessante para incluir nutrientes que ajudam a controlar os sintomas. Aumentar o consumo de cálcio, por exemplo, previne a osteoporose.

A prática diária de atividade física também é bom para manter os músculos e os ossos fortes, assim como para ajudar a manter o peso.

O acompanhamento médico pode indicar outras práticas e medicamentos, como reposição hormonal, prescrição de antidepressivos e pompoarismo. Seguindo uma tendência já na dermatologia, a mulher pode ser submetida a prevenção do envelhecimento vaginal. Costumo utilizar para isso 1 ou 2 sessões ao ano de LASER ATHENA e o resultado é interessante. Reduz a dor na relação e a perda de sensações.

 

A pré-menopausa é uma fase natural na vida de qualquer mulher que deve ser encarada da melhor maneira. Com acompanhamento médico e nutricional, podemos passar muito bem por ela, com qualidade de vida e bem-estar.

Agora que você conhece os sintomas da pré-menopausa, que tal conhece os sintomas da próxima fase?

Tratamento Íntimo a Laser - Rejuvenescimento Íntimo

Dra. Valéria do Lago Pareja Guerra

Dra. Valéria do Lago Pareja Guerra

A ginecologista Valéria do Lago Pareja Guerra atua na Clínica Valéria Guerra, que fica em Dourados, MS. Seu contato é (67) 3422-3703. Também é possível entrar em contato pelo celular ou Whatsapp no número (67) 99972 1216.
Ela oferece o tratamento íntimo com LASER ATHENA.

Sua formação inclui:

- Medicina pela Faculdade Evangélica de Medicina do Paraná
- Residência Médica em Ginecologia e Obstetrícia pelo Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná
- Titulo de especialização em Ginecologia e Obstetrícia - Mato Grosso do Sul
- Formação em Videolaparoscopia Ginecológica
- Pós-graduação em Medicina Estética pela Fundação de Apoio a Pesquisa e Ensino em parceria com a Faculdade de Ciências de São Paulo FAPES/ FACIS
- Docente do Curso Médico de Cosmetoginecologia Gynelaser - Brasília DF
Dra. Valéria do Lago Pareja Guerra

Últimos posts por Dra. Valéria do Lago Pareja Guerra (exibir todos)

By | 2019-03-20T10:30:50+00:00 10/01/2019|Categorias: Saúde Íntima|Nenhum comentário

Deixar Um Comentário