Sintomas da menopausa: será que a sua chegou?

Início/Ressecamento Vaginal/Sintomas da menopausa: será que a sua chegou?

Sintomas da menopausa: será que a sua chegou?

Quando uma mulher completa 40 anos de idade, é normal escutar coisas do tipo “você deve estar na menopausa” ou “esse calor que está sentindo deve ser a menopausa chegando”. As mudanças no organismo feminino ligadas à atividade hormonal sempre foram assunto para a sociedade. A TPM e a menopausa são fenômenos culturais e alvo dos meios de comunicação.

A verdade é que essas transformações deveriam ser vistas com mais leveza e naturalidade, porque fazem parte da vida e não precisam ser tratadas com receio. Atualmente, existem vários recursos que ajudam a  mulher a passar por essas transformações com mais qualidade de vida. Mas é importante conhecer o próprio corpo e saber do que ele precisa em cada fase.

Por isso, veja agora os principais sintomas da menopausa.

Sintomas da menopausa e quando ela chega

Os sintomas da menopausa normalmente têm início entre os 45 e 55 anos de idade. A menopausa é marcada pela última menstruação, ou seja, o diagnóstico é realizado com base nos sintomas apresentados e, principalmente, pela ausência da menstruação por, pelo menos, 12 meses consecutivos. Para confirmar o diagnóstico, o médico pode solicitar também um exame que verifica a taxa de FSH no sangue.

Você deve estar se perguntando: tá bom, mas quais são os sintomas da menopausa? E as ondas de calor, o cansaço frequente, as alterações de humor e tantas coisas que todo mundo fala? Tudo isso faz parte de outras fases da menopausa. Isso mesmo! Descubra quais são.

Fases da menopausa

Pois é, muitas pessoas não sabem que os sintomas tão conhecidos não fazem parte da menopausa, mas sim das seguintes fases: pré-menopausa (também chamada de climatério), pós-menopausa e perimenopausa. Saiba o que ocorre em cada uma delas.

Pré-menopausa ou climatério

Marca a fase de transição do período fértil para o não-fértil, devido à diminuição dos hormônios sexuais produzidos pelos ovários. Acontece, geralmente, cerca de 10 anos antes da menopausa, e pode causar alguns sintomas como:

  • Ondas de calor, inclusive no período noturno: os chamados fogachos são episódios súbitos de calor que atingem rosto, pescoço e parte superior do tronco. Geralmente, vêm acompanhados de sudorese, vertigem, rubor facial, palpitações cardíacas e fadiga muscular;
  • Menstruação irregular e alterações no fluxo sanguíneo;
  • Insônia, dificuldade de dormir ou despertar precoce;
  • Alterações na textura da pele ou ressecamento;
  • Alterações de humor, ansiedade e nervosismo, que decorrem da redução dos níveis de progesterona e estrógeno (importantes para liberar neurotransmissores para o funcionamento harmonioso do sistema nervoso central);
  • Secura, sensibilidade ou desconforto vaginal;
  • Queda da libido (redução do desejo sexual ou disfunção sexual);
  • Aumento de peso;
  • Infecção urinária;
  • Dores nas articulações;
  • Queda ou ressecamento de cabelo;
  • Alteração na memória ou dificuldade de concentração.

Pós-menopausa

É o período que se inicia após a última menstruação, ou seja, após a menopausa. As mudanças que geralmente ocorrem são:

  • Aumento de volume no abdômen e perda de medida nos quadris e nas coxas;
  • Ganho de gordura corporal e perda de massa muscular (menor capacidade de queimar gordura);
  • Transpiração excessiva;
  • Metabolismo desacelerado, devido à perda muscular;
  • Mucosa vaginal (revestimento interno da vagina) torna-se mais fina e seca, o que pode levar à relação sexual dolorosa;
  • Aparelho urinário apresenta dificuldade em reter a urina na bexiga, o que pode causar desconforto;
  • Perda de massa óssea, tornando a mulher mais propensa à osteoporose.

Perimenopausa

É o período entre a pré-menopausa e o primeiro ano de pós-menopausa. Todos os sintomas já citados e outros como enxaqueca, dores nos seios, fraqueza nas unhas, quantidade excessiva de gases e constipação fazem parte do processo de mudança no organismo feminino.

Sintomas da menopausa

O que fazer quando a menopausa chegar

Você não precisa se assustar com esses sintomas. Conheça algumas alternativas para aumentar sua qualidade de vida:

  • Reposição hormonal: deve ser orientada por um médico, e pode amenizar sintomas como calor, dores nas articulações e alterações de humor;
  • Cuidados relacionados à osteoporose, como a reposição de vitaminas;
  • Exercícios físicos: a prática diária de atividade física é importante para o bem estar, para controlar a pressão arterial, atenuar as alterações do humor e prevenir a osteoporose e doenças cardiovasculares.
  • Alimentação equilibrada, para evitar o ganho de peso;
  • Pompoarismo: ameniza sintomas como secura vaginal, infecção urinária e constipação. Ainda favorece a autoestima da mulher e eleva sua libido;
  • Tratamento íntimo a laser: existem diversos procedimentos indolores e inovadores com o laser para tratamento de incontinência urinária, secura vaginal e atrofia vaginal.

Práticas e alimentos que aliviam os sintomas

A menopausa, por ser um momento de grande alteração hormonal, vem acompanhada de ganho de peso, redução do metabolismo e acúmulo de gordura na região abdominal. Por isso, o ideal é reduzir o consumo de açúcar e carboidratos refinados (arroz e farinha branca).

O intervalo entre as refeições, de 3 em 3 horas, também deve ser adotado para amenizar os sintomas emocionais. Já reparou que ficar muitas horas sem comer pode aumentar a ansiedade e a irritabilidade? Pois então. Evite, já que o momento já vem acompanhado de alterações de humor.

Além disso, existem alguns alimentos que aliviam os sintomas da menopausa. Veja:

  • Ômega-3 : ácido graxo encontrado em peixes (salmão ou sardinha) que combate vários sintomas da menopausa.
  • Proteínas: carnes magras, ovos e leite auxiliam a conter a perda muscular;
  • Cálcio: quando associado às atividades físicas, esse mineral é importante para a prevenção de osteoporose. Está presente nos laticínios (maior absorção pelo corpo) e nas folhas verdes;
  • Soja: este grão possui substância parecida com o estrogênio, hormônio que quase não é produzido na menopausa. É possível encontrá-lo em leite e derivados, em pó ou fermentada (tofu, que proporciona melhor absorção de nutrientes);
  • Oleaginosas e sementes: contribuem para a lubrificação vaginal. Chia, linhaça, castanhas e outras podem ser consumidas.
  • Abacate: ajuda a reduzir os fogachos e o colesterol, por ser rico em ômega 9, e reduz a absorção dos carboidratos.
  • Chocolate: versões com alto teor de cacau (acima de 70% ou mais) driblam a vontade de comer doce.

Alimentação equilibrada, acompanhamento médico e exercícios físicos ajudam a combater os sintomas da menopausa. Mas fica um alerta: temos muitas “pausas” durante esse período da vida. A menopausa pode vir associada com a tireiodopausa, a adrenopausa, etc. Se apresentar outros sintomas além dos citados acima você pode estar sendo afetada por outras glândulas do organismo que estão “pausando” junto com seus ovários. Comente com seu médico.

Viva bem todas as fases da sua vida! Se deseja saber mais sobre climatério e como se preparar para menopausa, leia este artigo!

Dra. Valéria do Lago Pareja Guerra

Dra. Valéria do Lago Pareja Guerra

A ginecologista Valéria do Lago Pareja Guerra atua na Clínica Valéria Guerra, que fica em Dourados, MS. Seu contato é (67) 3422-3703. Também é possível entrar em contato pelo celular ou Whatsapp no número (67) 99972 1216.
Ela oferece o tratamento íntimo com LASER ATHENA.

Sua formação inclui:

- Medicina pela Faculdade Evangélica de Medicina do Paraná
- Residência Médica em Ginecologia e Obstetrícia pelo Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná
- Titulo de especialização em Ginecologia e Obstetrícia - Mato Grosso do Sul
- Formação em Videolaparoscopia Ginecológica
- Pós-graduação em Medicina Estética pela Fundação de Apoio a Pesquisa e Ensino em parceria com a Faculdade de Ciências de São Paulo FAPES/ FACIS
- Docente do Curso Médico de Cosmetoginecologia Gynelaser - Brasília DF
Dra. Valéria do Lago Pareja Guerra

Últimos posts por Dra. Valéria do Lago Pareja Guerra (exibir todos)

By | 2018-07-17T11:28:45+00:00 20/11/2017|Categorias: Ressecamento Vaginal|Tags: , , , , , |Comentários desativados em Sintomas da menopausa: será que a sua chegou?